Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilusão

por Yohanan, em 30.11.13

O vantajoso de mais que um pretendente se ter não é mais do que, diria até, é só o apercebimento de como o amor não deixa de ser um sonho meramente ilusório mas sem necessariamente se adormecer. Com um, a escolha unária era facilitada, e eficazmente se julgava amado e correspondentemente, amar. Teria se sido feito um para o outro, e não mais ninguém amar, por, por mais ninguém se ser amado. Assim, sobriamente consciente que sentimentos de outrem não são obrigatoriamente os do próprio, a ilusão quebra, desmembra-se, torna-se em várias, em vários conscientes devaneios. O que se torna claramente, desvantajoso.

Autoria e outros dados (tags, etc)