Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não dê comida aos pombos

por Yohanan, em 17.09.13

Não dê comida aos pombos. Não dê conversa a pessoas estranhas e não pegue no telemóvel quando estiver nos autocarros. E nos metros, nos comboios, nas ruas, em locais abertos e locais fechados, grandes ou pequenos. Não corra minha linda, dá-lhe um ar desajeitado e arrume seu cabelo que lhe parece embaraçado. Tenha modos enquanto come e não desenhe em cima da cama que coisas sujas não são belas de se ver. Antes de limpar suas mãos não as suje, e antes de se rir, contenha-se que se ri com o todo o corpo e parece que seus ossos se partem. Não fale alto que parece que vende peixe, mas aumente o tom e não seja acanhadinha. Não se aproxime de sem abrigos, não lhes ofereça dinheiro e nunca aceite nada oferecido. Já lhe disse para não dar conversa a desconhecidos? Não importa quem e o que quer, informação, as horas saber ou mesmo seu amigo ser, nunca se sabe quando é inimigo. Não saia de casa que chove, e quem sabe se carro por cima lha passa ou sua carteira lhe levam, mas cuidado em casa, não mexa no fogão que se queima, os copos partem-se e a televisão é de valor e ladrão que é ladrão entra em casa sem alguém dar conta. Não faça nada que pode morrer, não faça nada e espere por morrer.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De blackened a 17.09.2013 às 23:29

Adorei o texto! Óptimo para reflectir no quotidiano, que muitas vezes se baseia nesses princípios absurdos.
Sem imagem de perfil

De Persephone Dashwood a 18.09.2013 às 15:35

soberbo. vai já para os favoritos. faz-me lembrar a minha mãe, ahah

Comentar post