Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Castigo

por Yohanan, em 10.10.12

Corriquei até ao outro lado da rua, encharcada andava à procura de revessa já em vão. Acreditava seriamente que era castigo. Talvez fosse pelos erros que cometera, talvez pelos que nunca deixei cometer, ou pelos que ficaram em vias de ser cometidos. Era bem provável que fosse pelo que tivesse feito, mas lá por certas razões, acreditava que me castigavam por ter julgado e recriminado quem errara como se santa fosse eu, e nas contas finalizadas, tivera cometido os mesmo erros, tendo direito às mesmas punições que tivera feito (a dor de ser julgada e mal tratada por saber que errara). Era castigo. Não pelo erro que no fim fiz, que minha avó desde pequena me dizia que quem só humano não é, é que não erra, mas sim por me ter julgado deusa e recriminar humanos pelos seus erros, que erro não deixa ser, mas esse os deuses não devia deixar de certo escapar. Era castigo, de um verdadeiro deus, o dos céus, que a chuva nunca nunca mais parava.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De coraline a 11.10.2012 às 18:24

Isto é fantástico, escreves tão bem e identifico-me com tudo o que escreves, parece que escreves para mim ou sobre mim, mais ou menos.
Não sei se já me segues, mas se não segues, podes seguir? Gostava de ler a totalidade dos teus posts.

Comentar post